Home / Dicas de Empregos / Jovem aprendiz: dicas para ser efetivado

Jovem aprendiz: dicas para ser efetivado

O programa jovem aprendiz, é uma oportunidade de ingresso no mercado de trabalho, para jovens que possuem idade entre 14 e 24 anos. O contrato pode durar por um período de 1 a 2 anos, e após isso, existe a possibilidade de estes jovens aprendizes serem efetivados. Para que isso aconteça, é importante seguir algumas dicas.

Como funciona o programa jovem aprendiz

O programa jovem aprendiz, foi criado pelo governo federal no ano de 2000, e foi regulamentado no ano de 2005. Com a criação desta da lei 10.097/2000, ficou estabelecido que todas as empresas que tenham profissionais com formação profissional, precisam ter de 5% a 15% do número de funcionários, sendo jovens aprendizes.

Conheça os pré-requisitos para ser um jovem aprendiz

Para ser um jovem aprendiz, é preciso estar dentro de alguns pré-requisitos, são eles:
  • O jovem precisa ter idade entre 14 e 24 anos;
  • Devem estar matriculados no ensino fundamental, ou no ensino médio, caso ainda não tenha concluído os seus estudos;
  • Deve ter alta frequência na escola;
  • Deve ter disponibilidade para cumprir uma jornada de trabalho diário de 4 a 6 horas;
Tendo estes pré-requisitos, qualquer pessoa pode se candidatar para ser um jovem aprendiz.

Veja quais são os benefícios que um jovem aprendiz tem

  • Carga horaria máxima de 6 horas por dia;
  • Auxilio para as refeições e para o seu transporte até o local de trabalho;
  • Seguro de vida;
  • Direito a férias remunerada;
  • Assinatura da carteia de trabalho;
  • Possibilidade de ser efetivado na empresa, após o vencimento do contrato;
  • Salário mensal;
Como podemos ver, ser um jovem aprendiz pode ser algo muito benéfico, que certamente poderá contribuir para a sua carreira profissional de sucesso.

Conheça algumas dicas para ser efetivado após o jovem aprendiz

Como já dissemos acima, existe a possibilidade de o jovem aprendiz poder ser efetivado após o termino do seu contrato, que pode durar no máximo 2 anos. Para que isso aconteça, é importante seguir as dicas abaixo:
  • Ter curiosidade; demostre curiosidade pela empresa, e por aprender o máximo de coisas que você puder. Isso vai contribuir para que você possa ser efetivado, pois mostrará aos gestores que você tem comprometimento e vontade de se desenvolver profissionalmente.
  • Tenha foco; uma das principais características procuradas pelas empresas na hora de fazer as suas contratações, são por pessoas que têm foco.
Para que o jovem aprendiz possa se sair bem nos estudos, os conciliando com o trabalho, ter foco é fundamental. Tenha metas profissionais, e foque nelas, este pode ser o grande segredo para um profissional renomado em qualquer área do mercado de trabalho.
  • Apresentação pessoal; a forma como você se apresenta e como você se comporta no ambiente de trabalho, certamente estarão sendo observados pelos gestores, e serão levados em consideração no momento de uma possível efetivação.
Por isso, se atende sempre em ser educado, e cumprimentar as pessoas, em ter uma atitude profissional, não se envolva em fofocas ou confusões, se porte com maturidade e responsabilidade.
  • Proatividade; outra característica muito procurada pelas empresas, são as pessoas proativas, que se antecipam as situações e se esforçam para resolve-las. Um jovem proativo, é aquele não faz somente as suas obrigações, mas que também tem interesse em ajudar a sua equipe quando necessário.
Seguindo algumas dicas básicas, é possível que um jovem aprendiz possa ser efetivado por uma grande empresa. Se você é, ou deseja ser um jovem aprendiz, certamente estas dicas vão te ajudar a ser um profissional reconhecido e bem-sucedido, independente do cargo que você ocupe.

Veja Também

Empregos mais solicitados entre mulheres no mercado de trabalho

O tema referente aos empregos mais solicitados entre mulheres têm sido bastante atual, embora o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =

*